MAPUTO- O Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) diz que os indiciados vendiam os resultados negativos para o Coronavírus a valores que variavam entre três mil a três mil quinhentos meticais.De acordo com o Jornal O País, os indiciados têm idades compreendidas entre 28 e 45 anos e, de acordo com SERNIC, são pertencentes a uma quadrilha que falsificava, não só os testes da Covid-19, mas também outros documentos, afirma Hilário Lólio, porta-voz do SERNIC.Do trabalho de investigação criminal feito pelas autoridades, constatou-se que os resultados negativos de Covid-19 eram vendidos a 3.000 e 3.500 meticais, valor que era pago via banco.Por sua vez, os indiciados negam o seu envolvimento no crime e dizem não entender os motivos da sua detenção.O SERNIC exorta e reitera o envolvimento de toda população na denúncia de qualquer acto criminal as autoridades competentes

Leave a Reply

Your email address will not be published.