Deficientes não são vistos como consumidores no Brasil, diz Ricardo Shimosakai, que já visitou 25 países.
G1 > Turismo e Viagem

Leave a Reply

Your email address will not be published.