A igreja católica no Níger está a abandonar algumas paróquias e missões devido a acção terrorista dos diferentes grupos extremistas

Não estão muito claros os motivos dos ataques às missões da igreja católica, mais há suspeitas de estarem relacionados a revindicações religiosas, suportadas por crenças.

A Rádio Moçambique entrevistou um padre, que por coincidência é moçambicano, natural da província da Zambézia, e está naquele país desde 2015.

Chama-se Padre Tomás e disse que a pastoral da igreja católica está limitada no país devido a acção violenta dos diferentes grupos extremistas.

 “ A nossa pastoral é limitada na cidade de Niamey”, disse.

O padre Tomas fez saber que a menos de cem quilómetros da cidade de Niamey, a capital do Níger uma paróquia teve que ser encerrada devido a acção extremista.

O religioso partilhou até algumas memórias onde um cristão foi assassinado por supostos extremistas. (RM Niamey)

Fonte:Rádio Moçambique Online

Leave a Reply

Your email address will not be published.