UM indivíduo, identificado pelo nome de António Ngwenha, encontra-se detido depois de confessar ter mantido relações sexuais com uma menor, desde Novembro de 2018.

Ngwenha, 37 anos, foi apresentado ontem, na cidade de Maputo, pelo Serviço de Investigação Criminal (SERNIC), numa conferência de imprensa, durante a qual revelouque mantinha relações de “amizade” com a mãe da menor.

Questionado se manteve relações sexuais à força com a menor, agora com 12 anos, Ngwenha disse “violei”, afirmando ter perdido conta do número de vezes que molestou a menor, sua vizinha.

“Não sei (quantas vezes). Eu tinha amizade com a mãe (da menor)”, afirmou.

O porta-voz do SERNIC, Leonardo Simbine, disse que as autoridades receberam uma denúncia da mãe da menor, e que todos os indícios recolhidos durante a perícia apontam Ngwenha como o autor material do crime.

“Estamos a falar de dados do médico legista, assim como dedados recolhidos ao longo da investigação que indicam este cidadão como o autor material desta acção criminosa”, disse.
O porta-voz explica que a mãe da vítima decidiu denunciar o caso depois de aperceber de algumas deformações físico-psicológicas na sua filha, incluindo nos órgãos genitais.

OSERNIC, aoa nível da cidade de Maputo deteve quatro indivíduos que se dedicavam ao roubo de viaturas.

Os suspeitos integram uma grupo compostopor mais cinco pessoas, ora foragidas, que foram surpreendidos na posse de uma viatura furtada na capital.

No local, os agentes do SERNIC confiscaram vários instrumentos que eram utilizados pelos suspeitos para o furto de viaturas.

“Falamos diversas chaves de ignição, placas de chassi,s que eram recortadas de viaturas roubadas e supostamente usadas para estampar em outrastambém furtadas”, disse. (Notícias/AIM)

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published.