AS universidades devem investir mais na investigação e inovação,focadas na procura de soluções sustentáveis para os problemas que o país enfrenta.

O desafio foi lançado ontem em Maputo pelo Presidente da República,no acto de posse dos novos reitores das universidades Lúrio (UniLúrio), Leda Hugo; Zambeze (UniZambeze), Bettencourt Capece, bem comodos vice-reitores das universidades Eduardo Mondlane, Joel Tembe; Joaquim Chissano, Ana Maria Nhampule; e UniZambeze, Anabela Silva.

O Chefe do Estado convidou os estabelecimentos de ensino superior nacionais a reduziremas disparidades geográficas e de género no acesso ao ensino superior, para além de aliar a expansão a uma formação com padrões de qualidade internacional.

Aos empossados, Nyusi recomendou a necessidade de aprimorar os modelos de gestão, o que passa pelo diálogo permanente com a comunidade académica para a busca de consensos.

É que, de acordo o mais alto magistrado da nação, não faz sentido que estas instituições que leccionam cursos de gestão denotem lacunas neste domínio, facto que acaba por se reflectir na investigação.

“A investigação é um processo que não pode ser ciclicamente interrompido. Por isso, a organização, a consolidação e o funcionamento de uma universidade não podemser sempre condicionadosa decisões ou escolhas superiores”, observou Nyusi.

Num contexto de rápidas transformações sociais, económicas e tecnológicas, o Presidente afirmou que as universidades devem antecipar-seaos fenómenos, o que requer a introdução de reformas institucionais.

Para que se mantenham atractivas e relevantes, ele encorajou os estabelecimentos de ensino superior a buscareme reteremos melhores talentos, tantodocentes, estudantes comoinvestigadores.

“A qualidade dos recursos humanos é um indicador fiável do desempenho para uma instituição que pretende atingir o reconhecimento internacional”, advogou.

Nyusi sugeriu à classe académica que pense na transição do actual modelo de competição excessiva entre as universidades para o de partilha de recursos e sinergias que permitam potenciar o tecido social e económico do país.

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published.