UEM quer promover a investigação para salvaguarda do meio ambiente

A Universidade Eduardo Mondlane (UEM) está engajada na busca de instrumentos viáveis e sustentáveis para a salvaguarda do meio ambiente.

Para o efeito, a Universidade Eduardo Mondlane através da Faculdade de Direito lançou esta quarta-feira, em Maputo, o Centro do Direito de Ambiente e Biodiversidade e Qualidade de Vida- CEDAB.

 De entre outros objectivos o centro ora lançado, visa reforçar, promover e impulsionar a investigação científica na área do ambiente. 

Para o ambientalista e coordenador do Centro do Direito de Ambiente e Biodiversidade e Qualidade de Vida, Carlos Serra, para além da área do saber, através da UEM, a materialização da iniciativa vai contribuir para a realização de jornadas de limpeza abertas ao público, visando a construção da cidadania.

Por seu turno o director da Faculdade de Direito, Henriques Henrique, disse que o centro ora lançado, representa mais uma oportunidade para que os estudantes conheçam os direitos do ambiente para melhorar a qualidade de vida dos moçambicanos. (RM)

Fonte:Rádio Moçambique Online

Leave a Reply

Your email address will not be published.