Gestores de arquivos da Universidade Eduardo Mondlane (UEM) foram formados recentemente em gestão de documentos e arquivos oferecido pela Agência Turca de Cooperação.

Ao todo, foram 22 funcionários ligados à gestão de documentos e arquivos das diferentes unidades orgânicas desta instituição universitária que beneficiaram da formação que abordou temáticas sobre a legislação e regulamentos para serviços de arquivos e gestão de documentos.

Foram igualmente formados em regras formais de correspondência, serviços de arquivamento e implementação do plano de arquivo, procedimentos de classificação de documentos de arquivos do Estado, procedimento de transferência de documentos para arquivo, eliminação de documentos, sistemas de gestão de documentos electrónicos, entre outros.

No acto de encerramento, o Vice-Reitor para Administração e Recursos da Universidade Eduardo Mondlane, Joel das Neves Tembe, disse que, para a melhoria do desempenho do pessoal afecto a gestão de documentos e arquivos, a sua instituição, através do Arquivo Histórico de Moçambique, tem promovido formação de recursos.

A ideia é que os quadros e técnicos desta instituição possam adquirir competências técnico-profissionais para prover serviços de informação de qualidade à luz da Lei do Direito a Informação em Moçambique e da implementação do Sistema Nacional de Arquivos do Estado.

Exortou aos formados para muito empenho, abnegação, e altruísmo na actualização e partilha dos conhecimentos apreendidos.

“A partir de hoje têm a grande responsabilidade de honrar a formação que tiveram e partilharem esse conhecimento com os demais membros da comunidade universitária”, disse.

Na ocasião, a Embaixadora da Turquia, Zeynep Kiziltan, salientou que a escolha da Universidade Eduardo Mondlane para beneficiar do projecto deve-se ao facto de ser uma das mais cotadas instituições de ensino superior do país.

Disse que a Turquia, através da Agência Turca TIKA, tem vários projectos com instituições públicas, mas que a sua implementação, este ano, foi condicionada pela COVID-19.

Na cerimónia de encerramento os beneficiários da formação receberam certificados de participação.

A capacitação foi oferecida pela Agência Turca de Cooperação e coordenada pelo Arquivo Histórico de Moçambique e o Gabinete de Cooperação.

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published.