TRÊS indivíduos estão a contas com a Polícia da República de Moçambique na província de Manica, suspeitos de furto de dois milhões de meticais.

Segundo a polícia em Manica, os supostos ladrões caíram nas malhas da corporação após terem retirado de uma viatura uma pasta contendo dois milhões de meticais, que acabavam de ser levantados num estabelecimento bancário na cidade de Chimoio.

O dinheiro em causa pertence a uma empresa que se dedica à produção de farinha de milho.

Após o acto os supostos ladrões puseram-se em fuga fazendo trajecto Chimoio, Inchope, tendo sido interpelados pela polícia no posto administrativo de Cafumpe no distrito de Gondola.

Os suspeitos negam o envolvimento no crime e trocam acusações entre eles.

Por seu turno o porta-voz da PRM em Manica, Mateus Mindu, disse que os indivíduos ora a contas com a polícia fazem parte de uma rede de criminosos, que envolve cidadãos moçambicanos e zimbabweanos, que se dedicam a assaltos em estabelecimentos comerciais e residências.

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published.