terminal viagens min

O Ministério dos Transportes e Comunicações passa a limitar a um raio de apenas 100 Quilómetros, os minibuses que fazem transporte interdistrital, como uma das medidas para conter os acidentes de viação.

 

Em entrevista à STV, o Presidente da Federação Moçambicana dos Transportadores Rodoviários (FEMATRO), Castigo Nhamane, disse que esta é uma medida que precisa de ser repensada.

 

“Nós temos em algumas províncias, distritos em que as distâncias de um para o outro são superiores a 100 Km, como também podemos encontrar distâncias curtas que não chegam a 100 Km, mas ligando duas províncias. Entretanto, neste momento estamos a analisar as 14 medidas emanadas pelo Ministério dos Transportes e Comunicações face ao elevado índice de acidentes de viação nas estradas moçambicanas, porque queremos que se tomem medidas que não lesem nem uma nem outra parte”, explicou.

 

Nhamane explicou ainda que é imperativa a organização do sector dos transportes, digitalizando o sistema de licenciamento, porque enquanto o sistema estiver nas actuais condições, os minibuses de 15 lugares vão continuar a fazer longas distâncias devido à duplicação de licenciamento.

 

“Um carro de 15 lugares sai de Maputo e usa licença da província de Maputo até Incoluane e, quando lá chega, arruma a licença e usa da província de Gaza e, quando chega a Zandamela, no distrito de Zavala, de novo o cenário se repete e usa a licença da província de Inhambane e este carro acaba fazendo cerca de 300 a 400Km. O que deve ser feito em primeiro lugar é não permitir que um carro tenha duas licenças”, disse. (Marta Afonso)

Fonte: Carta de Moçambique

Leave a Reply

Your email address will not be published.