Fontes da “Carta” avançam que os terroristas atacaram, na manhã da última sexta-feira, uma posição da Polícia de Guarda-Fronteira, um dos ramos da Polícia da República de Moçambique (PRM). O ataque teve lugar na aldeia Mandimba, no distrito de Nangade, junto à fronteira com a República Unida da Tanzânia.

 

De acordo com as fontes, não houve vítimas humanas, apenas danos materiais. Entre os danos está a destruição de tendas e o saque de comida e bens pessoais dos agentes. Aliás, as fontes afirmam que não houve troca de tiros, pois, os agentes da Polícia de Guarda-Fronteira puseram-se em fuga, logo que se aperceberam da presença do inimigo.

 

Conforme contam as fontes, o grupo permaneceu naquela aldeia por três horas, de onde entraram e saíram de motorizadas. Já no sábado, foram vistos helicópteros a sobrevoarem a região de Mandimba, mas sem relatos de bombardeamentos.(Carta)

Fonte: Carta de Moçambique

Leave a Reply

Your email address will not be published.