O cantor britânico Sting e o saxofonista americano Wayne Shorter foram agraciados nesta terça-feira em Estocolmo, na Suécia, com o Prémio Polar, considerado o “Nobel” da música.

O júri destacou na decisão que Sting, tanto como membro do trio The Police como em sua carreira solo posterior, “nunca relaxou ou descansou sobre os louros”, mas “lançou sua âncora em mais portos musicais que provavelmente qualquer outro artista de sua geração”.

Sting soube combinar o pop com o virtuosismo musical e a abertura a todo tipo de género e som, o que o transforma em “um autêntico cidadão do mundo”, que também usou sua posição para promover os direitos humanos. Já em relação ao saxofonista de jazz, o júri ressaltou sua qualidade de “explorador musical”, que ao longo de “uma carreira extraordinária, buscou constantemente novos caminhos que não haviam sido transitados”.

“Sem as explorações musicais de Wayne Shorter, a música moderna não teria chegado tão fundo”, destacou o júri, lembrando que o agraciado definiu uma vez seu trabalho como “uma perfuração em busca de sabedoria”.

Sting, cujo verdadeiro nome é Gordon Summer (Wallsend, 1951), formou em 1977 o The Police com Stewart Copeland e Andy Summers, uma influente banda que lançou cinco álbuns de estúdio, e desenvolveu depois uma bem-sucedida carreira solo.

Ao longo de sua trajetória musical, Sting vendeu cerca de 100 milhões de discos e acumula 16 prêmios Grammy. Wayne Shorter (Newark, 1933) possui uma carreira como músico de jazz de mais de seis décadas, que incluem passagens por grupos notórios como Art Blakey’s Jazz Messengers, Miles Davis’s Second Great Quintet e Weather Report, além de uma longa trajetória como solista.

Os agraciados receberão o prémio, dotado com 1 milhão de coroas suecas (114 mil dólares norte-americanos), das mãos do rei Carl Gustaf XVI em uma cerimónia que será realizada em 15 de Junho na casa de espetáculos Konserthus, em Estocolmo.

O Prémio Polar foi criado em 1989 por Stig Andersson, editor, compositor e representante do grupo Abba.

Grandes nomes da música já foram laureados com o Prémio Polar desde que o mesmo começou a ser concedido em 1992, como B.B. King, György Ligeti, Keith Jarrett, Bob Dylan, Ray Charles, Pierre Boulez, Elton John, Bruce Springsteen, Stevie Wonder, o grupo Pink Floyd, Dizzy Gillespie, Sony Rollins, Ennio Morricone, Björk e o brasileiro Gilberto Gil.

@Verdade – Internacional

Leave a Reply

Your email address will not be published.