Uma porta-voz da Força Aérea disse que o homem, cujo nome não foi divulgado, “sucumbiu aos ferimentos e faleceu domingo à noite”.Equipas de emergência deslocaram-se à embaixada de Israel, em Washington, no domingo, em resposta a um “chamado para uma pessoa em chamas” no local, de acordo com uma mensagem na rede social X do Corpo de Bombeiros. Ao chegarem ao local, constataram que o fogo já havia sido extinto por agentes do Serviço Secreto, órgão encarregado de proteger as embaixadas em Washington.A media local informou que o sujeito usava uniforme e fez uma transmissão ao vivo numa rede social, garantindo que não seria “cúmplice do genocídio”, em referência às acções militares de Israel em Gaza, antes de se encharcar com um líquido. Ele então ateou fogo ao próprio corpo enquanto gritava “Palestina livre”, até que caiu no chão, segundo as imagens do vídeo posto a circular nas redes sociais.

Fonte : Folha de Maputo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *