Os sindicatos que representam os funcionários públicos sul-africanos, deram ao governo sete dias para responder positivamente ás suas reivindicações.

Os trabalhadores ameaçam iniciar uma greve por tempo indeterminado.

Esta terça-feira os sindicatos entregaram, ao governo, o caderno reivindicativo.

Eles exigem, entre outras, um reajuste salarial de dez por cento e o preenchimento de todas as vagas disponíveis.

Em quase todas as províncias sul-africanas foram realizadas marchas de apoio á greve dos funcionários públicos. ( RM Pretória)

Fonte:Rádio Moçambique Online

Leave a Reply

Your email address will not be published.