A plataforma começou a fazer sucesso entre os jovens em 2022, dois anos depois de ser criada. Com foco na autenticidade, ela convida usuários a compartilharem uma foto em até dois minutos, sem filtros e curtidas. BeReal
Reprodução
Com uma proposta “anti-rede social tradicional”, o BeReal (“Seja Real”, em tradução livre) é uma nova plataforma que virou febre nos Estados Unidos e vem ganhando popularidade no Brasil. Nela, você só posta uma foto por dia sem filtros, nem curtidas (veja como usar mais abaixo nesta reportagem).
Diariamente, em um horário aleatório, todos os usuários recebem uma notificação com um convite para postar uma foto. Para evitar imagens muito produzidas, o aplicativo sugere fazer a postagem em até dois minutos e não permite usar filtros ou edição prévia.
Ele também não segue a lógica de seguidores do Instagram. Em vez disso, os usuários têm amigos, e eles só podem conversar por mensagens privadas – a quantidade de amigos não é mostrada para outras pessoas que visitam o perfil.
O g1 também conversou com usuários assíduos do BeReal, que contaram como é experiência na nova rede social (veja no final da reportagem).
Saiba como transformar áudios do WhatsApp em textos
O BeReal estimula a captação de imagens corriqueiras e sem edição.
Reprodução
Disponível gratuitamente para Android e iPhone (iOS), o BeReal foi criado na França por Alexis Barreyat e Kevin Perreau em 2020, mas só agora ele alcançou sucesso, especialmente entre usuários mais jovens, da chamada geração Z.
A base de usuários ativos do BeReal no mundo cresceu 315%, entre dezembro de 2021 e março deste ano, ao passar de 480 mil usuários, para 2 milhões em março no período, mostra um estudo da plataforma de inteligência de dados Apptopia.
Apenas no sistema operacional Android, entre 22 de agosto e 18 de setembro, foram mais de 413 mil downloads do BeReal na Play Store, segundo um levantamento da agência de otimização de busca Conversion.
Dados do Google Trends mostram o alto volume de procura pela rede social, com dois picos: um no dia 28 de agosto e outro, mais recente, no dia 17 de setembro.
Como usar o BeReal
Depois de baixar o aplicativo e criar uma conta, é preciso aguardar a notificação da rede social para postar uma foto. “É hora de BeReal – Faltam 2 minutos para capturar um BeReal e ver o que seus amigos estão fazendo”, diz a mensagem da plataforma.
Veja como postar uma foto no BeReal:
Abra a notificação e capture o que você está fazendo no momento (o aplicativo registra com a câmera traseira e frontal do telefone simultaneamente);
Coloque a sua localização, se desejar;
Escolha quem poderá ver a foto: “Apenas meus amigos (as)” ou “Discovery” (com todos do BeReal);
Clique em “Enviar”;
Por fim, se preferir, coloque um comentário.
Notificação de postagem do BeReal
Reprodução
Não há uma exigência de publicar a foto no intervalo de dois minutos. O BeReal permite compartilhar depois, mas, se isso acontecer, o aplicativo mostrará um aviso de “Atraso” ao lado da imagem.
É possível enviar mensagens privadas nas fotos de amigos ou reagir (função chamada de RealMojis) com uma foto própria que represente estes emojis: 👍😄😯😍😂.
LEIA TAMBÉM:
‘Foto Random’: como fazer a colagem que é febre no Instagram e no TikTok
WhatsApp vai deixar você esconder que está ‘online’; veja como fazer
Como saber quais dados seus aplicativos estão coletando?
BeReal ganha adeptos no Brasil
Em entrevista ao g1, a usuária Camila Cousseau, de 34 anos, diz que está “viciada” na nova rede social e que é bem fiel ao horário em que o aplicativo envia a notificação para publicar a foto. Ela entende que a plataforma estimula usuários a serem mais autênticos e menos uma “persona”.
“É uma rede social que você entra uma, duas, três vezes por dia e depois vive a tua vida. Não tem como perder muito tempo ali, uma vez que você já rolou o feed todo e viu o que os seus amigos estão fazendo”, diz Cousseau.
O tradutor Lucas Blassioli, de 30 anos, diz que as pessoas estão usando o BeReal para postar coisas consideradas “não-instagramáveis”. “Tem muita foto cotidiana, sem filtro”, diz. “No entanto, a urgência de ter 2 minutos para postar muitas vezes faz a gente procurar algo legal que está ao nosso redor”.
O comunicador Marcus Mendes, de 37 anos, conta que a experiência dentro da rede é boa, mas ele se incomoda com a vulnerabilidade do recurso de geolocalização.
“Ele pode abrir caminho para revelar inadvertidamente o endereço de casa ou do trabalho. Eu desligo o rastreamento geográfico em todas as imagens e aconselharia que todos fizessem o mesmo especialmente quando postam a partir de casa”, diz Mendes.
O g1 procurou o BeReal para falar sobre o funcionamento da geolocalização, mas a empresa não quis comentar.

Globo Tecnologia

Leave a Reply

Your email address will not be published.