A Savannah Resources, empresa europeia de prospeção e minas, vai deixar as operações em Moçambique e o consórcio que mantinha com a Rio Tinto, para se concentrar na exploração de lítio em Portugal, anunciou em comunicado.

 

“O acordo de consórcio realizado com a Rio Tinto – originalmente anunciado a 11 de outubro de 2016 – será terminado amigavelmente com efeito imediato” e “a Savannah irá também retirar os seus restantes ativos de Moçambique”, lê-se no documento.

 

A decisão foi tomada depois de a empresa “concluir a revisão estratégica das suas operações de areias minerais em Moçambique”.

 

A Rio Tinto pagou 9,5 milhões de dólares (8,37 milhões de euros) em dinheiro à filial britânica da Savannah “por rescisão do acordo de consórcio e da transferência da equipa” para a empresa parceira, que passa a assumir “integralmente a responsabilidade pelo projeto Mutamba”.

 

“Ao focarmo-nos no desenvolvimento e comercialização do projeto de lítio do Barroso”, em Portugal, “Mutamba tornou-se secundário para a Savannah e a saída foi acordada com o parceiro, Rio Tinto”, referiu David Archer, diretor-executivo da Savannah, citado no comunicado.

 

Aquele responsável acrescentou que “a transação permite concentrar os recursos de gestão e reservas acrescidas de caixa exclusivamente em lítio na Península Ibérica”. (Lusa)

Fonte: Carta de Moçambique

Leave a Reply

Your email address will not be published.