Os deputados russos adoptaram hoje emendas legislativas que ampliam de forma significativa a lei que proíbe a “propaganda LGBT+” marcando o carácter conservador do Kremlin e em plena campanha militar da Rússia contra a Ucrânia.   “A promoção das relações sexuais não tradicionais são proibidas (…). Esta solução protege as nossas crianças e o futuro do país contra a propaganda dos Estados Unidos e dos países europeus”, disse hoje Viatcheslav Volodine, que lidera a Câmara Baixa do Parlamento russo (Duma), citado pela Lusa.

Leia mais…

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published.