Há mais de duas semanas que a província de Cabo Delgado, em particular a sua capital provincial Pemba, regista uma crise no abastecimento do cimento de construção, facto que fez disparar o preço deste produto.

 

Numa ronda efectuada pelos principais pontos de venda do cimento de construção, “Carta” constatou que o saco de 50 Kg está sendo comercializado entre 700 e 800 Meticais, contra os anteriores 500 a 520 Meticais que eram praticados. A situação está a deixar diversos cidadãos preocupados, pois, vêem-se na contingência de reprogramar os seus planos, sobretudo, no que tange à construção das suas moradias.

 

Entretanto, em comunicado de imprensa, a Direcção Provincial de Indústria e Comércio de Cabo Delgado informou que a crise está sendo causada pela ruptura de stock da principal matéria-prima para a produção do cimento, neste caso, o clínquer. O facto fez com que a fábrica de cimento localizada em Mieze, distrito de Metuge, interrompesse as actividades por um período de 30 dias, sendo que irá retomá-las no próximo dia 26 de Setembro.

 

A ruptura, diz a fonte, está aliada a dificuldades na navegação marítima internacional, que tem condicionado a importação e reposição da matéria-prima na província e na região norte em geral. Porém, a instituição assegura ter criado uma unidade conjunta, coordenada pela Inspecção Nacional da Actividades Económicas (INAE), para monitorar a situação de especulação do preço, que se verifica na província. (Carta)

Fonte: Carta de Moçambique

Leave a Reply

Your email address will not be published.