O Lille, conjunto onde evolui o internacional moçambicano Reinildo Mandava, defronta, quinta-feira, 22 de Julho, o Benfica em mais um dos jogos de pré-época dos campeões franceses, inserido no Torneio Algarve.

Três dias depois, ou seja, domingo, o Lille vai medir forças com o FC Porto, no Estádio do Algarve, no seu último encontro de preparação antes de defrontar o Paris SG na Supertaça de França.
É a segunda vez em que os dois emblemas se encontram no Algarve, depois de os franceses terem batido a equipa de Sérgio Conceição, no verão de 2018, por 2-1, na Algarve Football Cup.
Estes jogos seguem aos que os franceses realizaram na Bélgica, onde, no último sábado, 17 de Julho, empataram com o KV Kortrijk a uma bola.  Reinildo esteve em destaque no primeiro jogo de estágio na Bélgica ao anotar o primeiro golo do Lille na vitória sobre o Waasland-Beveren, por 2-0. O Lille intensifica a sua preparação, tendo em vista o jogo da Supertaça da França, a 1 de Agosto, com o PSG, naquela que será a primeira prova oficial da época.

 

EMPATE NO ÚLTIMO TESTE NA BÉLGICA

 Desde os primeiros momentos, os belgas assumiram o controlo da bola e tentaram ultrapassar um bloco defensivo adversário muito bem colocado, uma semana antes do início do campeonato local. Depois de uma primeira combinação entre Xeka e Ikoné, o Lille sofreu um primeiro alerta, mas Sven Botman estava sólido. No entanto, no processo, Chevalier viu-se sozinho e ajustou Léo Jardim (1-0, 19 ‘). O Lille, punido, recuperou o controlo do jogo sem poder ser perigoso. Foi, finalmente, o capitão do dia, Benjamin André, que trouxe a única emoção real para a superfície belga com uma cabeça empurrada para a linha.

Quando voltaram do vestiário, os Dogues voltaram a nove contra dez, após as expulsões de Djaló e Xeka, enquanto os belgas caíram para dez (decisão do treinador). Em menor número, o Lille sofreu e Nlandu salvou o seu povo com um gesto acrobático. Por sua vez, e para os primeiros minutos de preparação, Yusuf Yazici foi interessante com duas chances no seu crédito. Mas, foram os jogadores do KV Kortrijk que tiveram as situações mais quentes, com Gueye ou Fixelles, enquanto os Mastiffs foram forçados a contentar-se com os golpes de génio, como uma abertura brilhante de Gomes para Weah. E, finalmente, graças a uma nova chamada afiada de Timothy Weah, os Mastiffs obtiveram um penálti que Yusuf Yazici transformou com calma (1-1, 84 ‘), permitindo que a sua equipa deixasse a Bélgica com um empate.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.