Alguns empresários de Cabo Delgado vivem aterrorizados devido a uma onda de assaltos protagonizados por quadrilhas supostamente oriundas da vizinha província de Nampula.

Os malfeitores estão espalhados em toda província, mas a maior parte das suas acções foram registadas nos distritos de Chiúre, Ancuabe e Montepuez, onde as vítimas, na sua maioria cidadãos de origem Asiática, que se dedicam à comercialização agrícola, perderam avultadas somas de dinheiro.

“Quando chega dezassete horas todo mundo fica com medo porque, há cerca de dois meses, registamos assaltos quase todos dias, e a maior parte das vítimas são empresários que já perderam muito dinheiro, e foram espancados alguns feridos com catanas,” contou Genito da Costa, Presidente do Conselho Empresarial Distrital de Chiúre.

Apesar da operação lançada pela Polícia da República de Moçambique (PRM), ainda não foi possível desmantelar as quadrilhas de assaltantes, mas foram neutralizados alguns elementos incluindo o chefe de um dos grupos dedicados a roubo de dinheiro dos empresários da província.

“Essas quadrilhas vêm de Nampula e trabalham com os locais que ajudam na identificação dos alvos. A operação policial culminou com a detenção de cinco elementos, no distrito de Chiúre, e um na cidade de Pemba, outros membros da quadrilha continuam a monte,” revelou Ernesto Madungue, Porta da PRM em Cabo Delgado

Os indiciados, entre os quais empregados de alguns empresários assaltados, negam a sua participação nos crimes de que são acusados, e alguns dizem que os instrumentos contundentes encontrados na sua posse eram usados na machamba e nas minas de extração de pedras preciosas.

“Trabalhei muito tempo com meu patrão e ficava com muito dinheiro, mas nunca roubei. Agora a catana que está aqui era para machamba, e picareta é do meu irmão, que utiliza nas minas de Rúbi de Montepuez,” justificou um dos indiciados.

Desde que as quadrilhas, supostamente oriundas de Nampula, começaram actuar em Cabo Delgado, em Dezembro do ano passado, protagonizaram oito assaltos, que resultaram no roubo de avultadas somas de dinheiro, que a Polícia não chegou a revelar.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.