A Polícia da República de Moçambique (PRM) apela ao envolvimento de todos os cidadãos para um maior engajamento no combate aos acidentes de viação que registam uma tendência crescente, semeando morte luto em todo o país.

O apelo foi lançado, terça-feira, em Maputo, pelo porta-voz do Comando-geral da PRM, Inácio Dina, numa conferência de imprensa.

A PRM entende que o combate à sinistralidade rodoviária exige um esforço conjunto, havendo necessidade de todos os utentes da via pública, incluindo automobilistas e peões, a fazer uma reflexão sobre a gravidade da situação.

Dina, que falava no habitual briefing semanal à imprensa, revelou que, em apenas dois dias, ou seja 23 e 24 do mês corrente, 20 pessoas morreram, na província de Maputo, vítimas de acidentes de viação.

“Se olharmos para a Polícia como a entidade única que deve parar com os acidentes estaremos a fazer muito pouco para aquilo que é parar com o sangue nas nossas vias, todos devemos estar envolvidos neste processo”, disse.

Entretanto, a Polícia manifestou a sua satisfação com o aumento do número de organizações que trabalham em matérias de segurança rodoviária em Moçambique.

Para fazer face ao aumento da sinistralidade rodoviária, Dina afirmou que a Polícia de Trânsito tem vindo a reforçar o seu efectivo, mesmo em locais onde com sinais luminosos, de modo a servir como medida de persuasão aos automobilistas.

“A polícia tem vindo a fazer o seu trabalho. Também está a intensificar as medidas que constam no código de estrada, como instrumento de seu funcionamento e outras que aparecem em função do cenário dos acidentes”, referiu.

Estatísticas recentes do Ministério dos Transportes e Comunicações indicam que nos últimos seis anos, mais de 10 mil pessoas morreram e cerca de 15 mil ficaram gravemente feridas, devido aos acidentes de viação.

(AIM)

Fonte:http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/sociedade/71860-prm-quer-envolvimento-de-todos-no-combate-aos-acidentes-de-viacao.html

Leave a Reply

Your email address will not be published.