A Polícia da República de Moçambique (PRM), a nível da província de Maputo, ainda não tem pistas sobre o paradeiro do grupo que assassinou, à queima-roupa, um agente da Polícia afecto ao Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) na noite do último domingo, no bairro Intaka, Município da Matola, na província de Maputo.

 

Segundo o porta-voz da PRM neste ponto do país, Juarce Martins, decorrem, neste momento, as investigações para apurar as reais causas da morte do seu colega, assim como localizar os respectivos assassinos.

 

Refira-se que Grácio Machaia, de 41 anos de idade, com o Número de Identificação Policial 13810048, foi assassinado à queima-roupa quando passavam das 19:00 horas do último domingo. As testemunhas contam que os meliantes se faziam transportar numa viatura ligeira da marca Toyota Corrola. Fontes sublinham que, horas antes, o grupo vandalizou a residência do finado. (O.O.)

Fonte: Carta de Moçambique

Leave a Reply

Your email address will not be published.