A Presidente da Tanzânia, Samia Suluhu Hassan, mandou cancelar as comemorações do Dia da Independência, marcadas para a próxima sexta-feira, e ordenou que o dinheiro destinado a estas fosse usado para construir dormitórios para crianças com necessidades especiais.

As comemorações do 61.º evento do Dia da Independência custariam 445.000 dólares (quase 424 mil euros), um montante que será usado para construir oito dormitórios em escolas primárias em todo o país para crianças com necessidades especiais.

O ministro de Estado da Tanzânia, George Simbachawene, disse esta segunda-feira que o dinheiro já foi desembolsado pelo Estado para aquele fim e que o país celebrará o Dia da Independência com diálogos públicos sobre o desenvolvimento.

Normalmente, as comemorações do Dia da Independência são marcadas com grande pompa e banquetes de Estado. Mas esta não é a primeira vez que a Tanzânia cancela as comemorações.

Em 2015, o então Presidente John Magufuli cancelou as comemorações e desviou o dinheiro do Orçamento do Estado destinado a estas para a construção de uma estrada na capital comercial, Dar es Salaam.

Em 2020, o mesmo chefe de Estado fez o mesmo e determinou que o orçamento fosse usado para comprar equipamentos médicos.

A actual Presidente é a primeira mulher chefe de Estado da Tanzânia. Hassan já se tinha desatacado por ordenar que policiais barrigudos perdessem peso para serem mais eficazes no trabalho.

A Presidente também reverteu a posição do seu antecessor sobre contraceptivos, instando os tanzanianos a adoptarem o planeamento familiar. Magufuli desencorajou o uso de contraceptivos. (RM-NM)

Fonte:Rádio Moçambique Online

Leave a Reply

Your email address will not be published.