O PRESIDENTE da Associação dos Combatentes da Luta de Libertação Nacional (ACLLN), Filipe Nyusi, defendeu este fim-de-semana que a questão da paz não se esgota com os debates, mas com acções concretas para o seu alcance.

Falando na V Conferência Nacional desta agremiação, que elegeu o seu novo secretariado, Filipe Nyusi disse que o partido Frelimo tem uma responsabilidade acrescida no processo de restabelecimento de uma paz efectiva no país, bem como na edificação do Estado moçambicano.

“A questão da paz não se esgota com os debates que aqui tivemos, que foram profundos e de uma sabedoria própria dos libertadores do país, dos defensores intransigentes da nossa soberania e da nossa unidade nacional”, afirmou Nyusi.

Nyusi referiu que os esforços pela paz, bem como pela estabilidade macroeconómica do país caminham para uma fase derradeira, apesar das adversidades que nos últimos tempos afectam negativamente a produção no país.

É nesse sentido, segundo Filipe Nyusi, que é também Presidente da República e do partido Frelimo, desafiou à nova direcção da ACLLN a mudar o paradigma no que respeita ao envolvimento massivo dos combatentes na agenda económica do país.

“Queremos, com isso, encorajar-vos a engrandecer Moçambique através de um notável e visível movimento de mobilização para actividades económicas que contribuam para o alargamento da base tributária”, explicou.

Apelou ao secretariado da ACLLN a fazer jus ao voto de confiança depositado nele de modo a elevar a organização à capacidade de se reinventar em cada ciclo da sua vida, renovando a cada dia o sonho dos fundadores da Frelimo.

“Espero desta nova direcção um contributo activo dos combatentes nos esforços para o alcance e consolidação de uma paz efectiva em Moçambique. Devem trabalhar respeitando os princípios da Frelimo, porque só assim poderão lograr os objectivos para os quais foram eleitos”, referiu.

Sobre a V Conferência Nacional da ACLLN, Filipe Nyusi disse que este foi mais um passo na preparação do XI Congresso da Frelimo, pelo que cada um dos combatentes deve aproveitar o momento para renovar as suas convicções e fortalecer o partido, visando torná-lo num verdadeiro espelho de uma sociedade onde o povo continua a ser o princípio e o fim da acção governativa.

A V Conferência Nacional da ACCLN tinha como agenda o Relatório do Comité Nacional, balanço do Plano Quinquenal 2012/16, aprovação do Plano Quinquenal 2017/21, aprovação do regimento da V Conferência Nacional e eleições dos órgãos.

Com 257 membros com capacidade eleitoral, a V Conferência Nacional elegeu o Comité Nacional, sendo a delegada mais nova Mariana da Conceição Augusto, com 26 anos de idade, e o mais velho delegado Dourado Kwate, com 92 anos de idade, ambos da província da Zambézia.

Os participantes deste encontro apresentaram ofertas para XI Congresso do partido Frelimo, entre cabeças de gado bovino e caprino, produtos alimentares, capulanas, camisetas, cestos e bonés, e um valor total em dinheiro de 1.320.893 meticais.

Fonte:http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/politica/67086-presidente-da-aclln-questao-da-paz-nao-esgota-com-debates.html

Leave a Reply

Your email address will not be published.