Depois da situação das enchentes e incumprimento de medidas de prevenção da COVID-19 no processo da regularização de campas e jazigos, o Conselho Municipal de Maputo anunciou esta sexta-feira, em Conferência de Imprensa, a prorrogação do processo por 120 dias. A afluência massiva dos munícipes aos cemitérios ditou a decisão.

“Nós vamos trabalhar interruptamente contando os 120 dias que estamos a fazer a propagação”, disse a vereadora para área de Saúde e Acção Social do Município de Maputo, Alice de Abreu.

No entanto, face à desorganização que reina no atendimento aos utentes e por forma a evitar enchentes nos cemitérios, tal como o “O País” constatou, no Cemitério de Lhangueme o processo passa a contar com novas regras.

“Este processo será realizado nos sete distritos municipais, só deverá dirigir-se ao cemitério aquela família que receber a mensagem a informar o dia e a hora que deve dirigir-se ao cemitério, a marcação será feita em intervalos de tempos para evitar que haja aglomerados nos cemitérios ”, disse a vereadora.

Em relação às dúvidas sobre as taxas para regularização do processo, o município esclarece que existem duas modalidades de taxas, uma corresponde à renovação de coval e a outra para manutenção das campas, e que os valores são pagos quando se está numa situação irregular para as duas situações.

“Com relação à renovação do coval, até o ano cinco não é pago nenhum valor. Do ano seis até ao ano 15, que são 10 anos, o valor pago é de 1.500 meticais. Do ano 16 até ao ano 25 é de 3.000 meticais. Do ano 26 ao ano 50, o valor pago é de 5.000 mil meticais. Com relação à manutenção das campas, pode ser feito em cimento, o valor é de 1.000, pode ser feita em mármore, o valor é de 2.000, ou pode ser feita em jazigo ou mausoléu no valor de 5.000”, explicou Alice de Abreu.

Até ao momento, a edilidade atendeu pouco mais da metade das pessoas esperadas para a regularização das campas dos seus ente queridos, ou seja, 4.649 munícipes no cemitério de lhanguene e 375 munícipes em Michafutene, de um total de 10 mil campas previstas.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.