O Comandante-chefe das Forças de Defesa e Segurança fez o anúncio durante uma comunicação à nação, a partir da Ponta Vermelha. Nyusi começou por fazer uma radiografia da barbaridade que já provocou, em alguns distritos de Cabo Delgado, acima de dois mil mortos e milhares de deslocados. Condenou a barbárie, destruição de infraestruturas públicas e privadas. Acções cuja motivação, segundo o presidente da República é desconhecida. Todavia, Nyusi não tem dúvidas que “querem roubar o povo moçambicano”.Uma nota da “TV Miramar”, refere que o Presidente da República saudou o empenho e prontidão das Forças de Defesa e Segurança no combate ao terrorismo, desde 2017, facto que continua a colocar o país em uma situação estável. Esclareceu ainda que o apoio não tem preço. “Ninguém pediu recompensa por apoiar Moçambique”, assegurou Nyusi.O Presidente da República referiu-se igualmente ao cumprimento das normas para a chegada dos militares estrangeiros e pediu para que o povo mantenha a unidade nacional.

Fonte: Folha de Maputo

Leave a Reply

Your email address will not be published.