Segundo o Jornal “Opaís”, refere que a unidade hospitalar conta com um bloco operatório, banco de sangue, serviços de maternidade, enfermagem e geradores de oxigénio, que vão beneficiar pelo menos 100 mil pessoas, que percorriam mais de 80 Km a procura de serviços especializados.“Com este hospital, esperamos melhorar a vida das nossas populações e reduzir o sofrimento na procura de serviços. As mulheres grávidas, por exemplo, não mais percorrerão longas distâncias para ter um parto seguro” explicou Nyusi, depois de oferecer à população uma ambulância.Este hospital é inaugurado numa altura em que a província de Inhambane apresenta níveis alarmantes de diarreia, cólera e disenteria, com especial destaque para a malária.Filipe Nyusi apelou aos gestores e médicos daquele hospital a respeitarem os doentes, evitando as cobranças ilícitas, pois isto “mancha a imagem, dos profissionais e deita abaixo o esforço do Governo.

Fonte: Folha de Maputo

Leave a Reply

Your email address will not be published.