Trinta pessoas morreram este fim de semana no nordeste da Nigéria, após um ataque de um grupo “jihadista”, que retaliou uma ofensiva do Exército nigeriano, adiantaram hoje à agência France-Presse (AFP) dois líderes de milícias, de acordo com o Notícias ao minuto.

O ataque ocorreu no sábado, na aldeia de Mudo, no Estado de Borno, perto da fronteira com o Chade, e foi realizado por membros do grupo “jihadista” Estado Islâmico na África Ocidental (Iswap), acrescentaram as fontes.

As 30 vítimas eram “trabalhadores de sucata que estavam na área à procura de veículos queimados, que são numerosos nas aldeias do norte de Borno devido aos ataques terroristas”, salientou Babakura Kolo, responsável de uma milícia na região de Maiduguri.

Apenas esta terça-feira foi conhecido o ataque, devido à má qualidade da rede de comunicações e também porque os “jihadistas” destruíram várias infra-estruturas de telecomunicações na região.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.