Animal tem 57 anos e foi capturada em 1970 em uma enseada perto de Seattle. Orca mantida em cativeiro por 52 anos será libertada nos EUA
Um aquário da Flórida chegou a um acordo com defensores do bem-estar animal para libertar Lolita, uma orca de 2.268 kg mantida em cativeiro por mais de meio século, disseram autoridades na quinta-feira (30).
O Miami Seaquarium disse que chegou a um “acordo vinculativo” com a organização sem fins lucrativos Friends of Lolita para devolver o golfinho a um habitat oceânico no noroeste do Pacífico dentro de dois anos.
Lolita, uma orca de 57 anos capturada em 1970 em uma enseada perto de Seattle, também é conhecida como Toki, um nome que é a abreviação do nome nativo americano do animal, Tokitae, informou o “Miami Herald”. O plano de devolver Lolita ao seu habitat natural requer aprovação federal, segundo o jornal.
O processo para devolver Lolita às águas levou anos para ser concluído, começando com a transferência da propriedade do aquário para a The Dolphin Co, disse Daniella Levine Cava, prefeita do condado de Miami-Dade, em entrevista coletiva. Mais tarde, a empresa fez parceria com a organização sem fins lucrativos para fornecer assistência médica ao animal.
A treinadora Marcia Hinton acaricia Lolita durante uma apresentação no Miami Seaquarium em Miami, 9 de março de 1995.
Nuri Vallbona/Miami Herald via AP
O proprietário anterior do Seaquarium, SeaWorld Entertainment Inc , encerrou gradualmente os shows com orcas em 2016. Lolita, que já foi uma das principais atrações do Seaquarium, foi aposentada dos shows em março de 2022, depois que a administração mudou de mãos.
“Encontrar um futuro melhor para Lolita é uma das razões que nos motivou a adquirir o Miami Seaquarium”, disse o presidente-executivo da Dolphin Co, Eduardo Albor, em comunicado.
A pressão para libertar Lolita ganhou força depois que o documentário de 2013 “Blackfish” mostrou o cativeiro das orcas.
Os defensores dos direitos dos animais durante anos lutaram sem sucesso no tribunal para obter a liberdade de Lolita depois que a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica adicionou as orcas à lista de espécies ameaçadas de extinção em 2015.
As baleias assassinas são mamíferos altamente sociais que não têm predadores naturais e podem chegar aos 80 anos.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *