Pelo menos 11 soldados morreram e outros 20 ficaram feridos num “ataque terrorista” a um destacamento militar em Madjoari, no Burkina Faso, anunciou, hoje, o exército, citado pela imprensa internacional.

Apesar das baixas, 15 terroristas foram neutralizados quando estavam em fuga. Face a situação, as autoridades burquinabes apelaram aos soldados para que “mantenham o espírito de luta, que é uma das chaves para derrotar o inimigo”.

O Burkina Faso tem sofrido frequentemente ataques de extremistas islâmicos desde Abril de 2015, perpetrados por grupos ligados tanto à Al-Qaida como ao Estado islâmico.

Segundo escreve o Notícias ao Minuto, que cita a Lusa, Shael tem sido a região mais atingida pela insegurança.

Em consequência da insegurança que se tem registado, mais de 1.85 milhões de pessoas deslocaram-se.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.