OMS saúda "família" das Nações Unidas" após atribuição do Nobel da Paz

O director geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, felicitou o Programa Alimentar Mundial (PAM) pelo Nobel da Paz anunciado hoje, um galardão que em sua opinião constitui um reconhecimento para todo o sistema das Nações Unidas.

PAM faz um excelente trabalho em muitos países, e estou muito feliz pelos nossos amigos e colegas, assim como para toda a família das Nações Unidas”, assinalou o dirigente Organização Mundial da Saúde (OMS), numa conferência de imprensa diária.
A OMS, uma das organizações que integra a ONU, chegou a ser admitida como um dos possíveis candidatos ao Prémio de 2020 pelo seu destacado papel na coordenação da luta contra a pandemia de Covid-19, apesar de também ter sido alvo de críticas ao longo do corrente ano.
O PAM colaborou directamente com a OMS durante a actual pandemia, ao designadamente contribuir com a sua vasta rede de transporte de ajuda humanitária na distribuição de máscaras, equipamentos protectores, medicamentos e outras ferramentas contra a covid-19.
Segundo avançou o Comité do Nobel hoje, o PAM prestou assistência, em 2019, “a cerca de 100 milhões de pessoas em 88 países, vítimas de insegurança alimentar aguda e fome”.
“Com o prémio deste ano, o (comité) pretende que os olhos do mundo se voltem para os milhões de pessoas que sofrem ou enfrentam a ameaça da fome”, disse a presidente do comité, Berit Reiss-Andersen, adiantando que “o Programa Alimentar Mundial desempenha um papel fundamental na cooperação multilateral, tornando a segurança alimentar um instrumento de paz”.
Berit Reiss-Andersen indicou ainda que “o PAM contribui diariamente para promover a fraternidade das nações mencionada no testamento de Alfred Nobel”.
A lista de candidatos da edição de 2020 do Nobel da Paz tinha 211 pessoas e 107 organizações e o laureado irá receber o prémio de dez milhões de coroas suecas (quase um milhão de euros), além de um diploma e uma medalha.
A cerimónia de entrega do prémio, possivelmente o mais prestigioso do mundo, acontecerá em 10 de Dezembro, em Oslo, na Noruega, e contará com a presença de apenas cerca de 100 convidados. (RM /NMinuto)

Fonte:Rádio Moçambique Online

Leave a Reply

Your email address will not be published.