“A composição das vacinas atuais pode precisar ser atualizada, para garantir que as vacinas contra a Covid-19 continuem a fornecer os níveis de proteção recomendados pela OMS”, refere um comunicado do grupo de peritos consultivo da OMS para a vacinação contra o novo coronavírus, citado pelo “Notícias ao Minuto”.Nesse sentido, os especialistas sugerem a necessidade de se trabalhar para alcançar uma vacina “mais sustentável e com visão de longo prazo, que seja eficaz contra qualquer variante futura”.Por outro lado, embora o documento não se oponha a doses de reforço, este refere que “uma estratégia de vacinação que implique a toma de doses repetidas da vacina original provavelmente não é sustentável ou apropriado”.A equipa responsável por analisar as vacinas contra o vírus acredita que a variante Ómicron não será certamente a última a ser classificada como “preocupante” pela Organização Mundial da Saúde.Até agora, a OMS reportou cinco variantes consideradas preocupantes: Alpha, Beta, Gamma, Delta e Ómicron.A Ómicron, detetada na África do Sul, implica maior infecciosidade devido ao “elevado número de mutações”.

Fonte : Folha de Maputo

Leave a Reply

Your email address will not be published.