O ministro da Saúde, Armindo Tiago, explicou na plenária da Assembleia da República porque razões o Plano Económico e Social e o Orçamento de Estado para 2021 não prevêem a vacinação dos moçambicanos contra o novo coronavírus.

“Só no mês de Novembro deste ano foram divulgados resultados preliminares de alguns estudos de vacinas contra covid-19, esses resultados sugerem que das onze vacinas candidatas na fase 3, a fase de eficácia, quatro tem eficácia preliminar. Entretanto, concluídos os estudos da fase 3 todas as vacinas, mesmo aquelas que se provarem eficazes devem seguir para uma fase de pré-qualificação pela OMS que dura em média entre 8 a 10 meses, por outras palavras a previsão de vacina disponível e pré-qualificada é precoce”.
https://verdade.co.mz/reduzem-novos-infectados-pela-covid-19-em-mocambique/

Health Minister Armindo Tiago explained in the plenary of the Assembly of the Republic why the Economic and Social Plan and the State Budget for 2021 do not predict Mozambican vaccination against the new coronavirus.
′′ Preliminary results from some covid-19 vaccine studies alone were disclosed in November, these results suggest that of the eleven candidate vaccines in stage 3, the efficacy phase, four has preliminary efficacy. Meanwhile, completing phase 3 studies, all vaccines, even those that prove effective should proceed to a WHO pre-qualification phase lasting 8 months, in other words the prediction available and pre-qualified vaccine is early “.
https://verdade.co.mz/reduzem-novos-infectados-pela-covid-19-em-mocambique/

·




Source

Leave a Reply

Your email address will not be published.