O Presidente da Frelimo reconhece que o combate ao terrorismo ainda é um grande desafio, e o país continua a lutar para pôr fim ao fenómeno sem subestimar o inimigo nem espírito triunfalista. Filipe Nyusi falava, hoje, na abertura da 5ª Sessão Ordinária do Comité Central do partido.

O partido Frelimo está reunido na quinta Sessão Ordinária do Comité Central, que decorre na Matola, Província de Maputo.

O Presidente da Frelimo, Filipe Nyusi, foi quem fez o discurso de abertura, tendo destacado os passos que o partido deverá trilhar até à realização do décimo congresso, em Setembro deste ano.

Entretanto, além de olhar para a vida interna do partido, a quinta sessão ordinária do Comité Central da Frelimo poderá fazer a radiografia do país, e Filipe Nyusi falou de alguns ganhos alcançados quanto à luta contra o terrorismo.

“Não obstante os progressos alcançados, o combate ao terrorismo continua a constituir um grande desafio para o nosso país, sem nenhuma subestimação nem espírito triunfalista. O nosso Governo continua a envidar esforços, com vista a alargar a sua capacidade nacional de defesa e investimentos para o desenvolvimento económico e social”, disse Nyusi.

O Presidente do partido no poder falou, ainda, dos avanços alcançados no processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DRR) dos homens da Renamo.

“Até à data, 12 das 16 bases da Renamo foram totalmente encerradas, tendo-se realizado actividades num total de 13 bases, incluindo uma base principal em Gorongosa, província de Sofala”, detalhou Nyusi, para depois acrescentar que 281 membros da perdiz foram desmobilizados.

Apesar dos ataques terroristas no Norte do país, o Presidente da Frelimo diz que o interesse dos investidores na exploração do gás na bacia do Rovuma não reduziu.

Nyusi exige que os órgãos da Frelimo sigam os pontos discutidos nas suas reuniões, para fortalecer a coesão interna do partido.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.