MAPUTO- Segundo escreve o Jornal Notícias, o facto deve-se à pandemia da Covid-19 que está a afectar vários países do mundo, incluindo aqueles de que Moçambique depende para a impressão do livro.Porém, segundo Gina Guibunda, porta-voz do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH), a chegada tardia do livro não vai comprometer o calendário escolar, pois este ano está programado o ensino híbrido, que prevê a leccionacção, em simultâneo, de conteúdos do nível anterior e do actual.“O que se pretende, na verdade, com o ensino híbrido é que os alunos desenvolvam competências básicas para poderem avançar, neste contexto da pandemia, que não sabemos quando vai terminar”, disse Guibunda citada pelo Jornal Notícias.

Fonte: Folha de Maputo

Leave a Reply

Your email address will not be published.