A Cidade de Maputo acolheu, esta quinta-feira, a primeira edição da Cimeira de Negócios para Mulheres, com cerca de 150 participantes, cujo objectivo é criar, promover e divulgar novas oportunidades para as empreendedoras nacionais.

Moçambique avançou, significativamente, na adopção e implementação de políticas e legislação que protege e promove a mulher, segundo disse o director nacional-adjunto do Género, Sansão Buque, que falava durante a abertura da primeira edição da “Mozambique Woman Business Summit”, em representação da ministra do Género, Criança e Acção Social.

Entretanto, Buque disse que persistem obstáculos que impedem o empoderamento do género. “Sabemos que precisamos de um trabalho aprofundado para remover essas práticas socioculturais e esses estereótipos que existem na nossa sociedade, que até inibem o próprio desenvolvimento das mulheres e a sua participação na economia.”

No evento, empreendedoras emergentes procuram partilhar experiências e oportunidades para alavancar outras mulheres, segundo avançou Júlia Machel, vice-presidente da ONE, entidade responsável pela organização da cerimónia.

“Este evento traz aquilo que é o papel e o lugar da mulher na sociedade, já que ela pode desenvolver a economia moçambicana. Por isso, trazemos, neste evento do Mozambique Woman Business Summit, na sua primeira edição, diversas formas, como a exposição sobre aquilo que a mulher é capaz de fazer.”

As oportunidades no sector agrário e a respectiva cadeia de valores são os temas mais destacados desta cimeira.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.