Omicrom é o nome da nova variante da COVID-19 recentemente descoberta e que já se faz sentir em alguns países da África, Ásia e Europa. Nesta tarde, o Ministério da Saúde (MISAU) revelou que a nova estirpe do novo Coronavírus ainda não foi detectada no país desde que foi tornada pública a sua existência.

Num comunicado de imprensa, o Ministério da Saúde diz, ainda, que, nas últimas 24 horas, dos 1.409 testados, cinco pessoas testaram positivo para a pandemia viral, totalizando 151.520 contágios pelo vírus.

Adicionalmente, a instituição avança que não há registo de óbitos e que existem dois cidadãos internados devido ao vírus SARS-COV-2, no país. Assim, o total de mortes pelo vírus pandémico é de 1.940.

Ainda neste período, foram registados 14 recuperados, que elevaram o total de indivíduos livres da doença para 149.485.

Face ao surgimento da nova estirpe, o MISAU assegura que “está a reforçar as medidas de prevenção e controlo da COVID-19, nomeadamente: a vigilância sanitária, sobretudo nos postos fronteiriços, a testagem de casos suspeitos, a continuidade do processo de vacinação contra a COVID19 e a vigilância genómica”.

Para reduzir o impacto do Omicrom, caso entre no país, o Ministério da Saúde recomenda a sociedade a cumprir com as medidas de prevenção da COVID-19, desde a “lavagem frequente das mãos com água e sabão ou desinfecção destas com recurso ao álcool, a observação do distanciamento físico, o uso correcto da máscara para cobrir a boca e o nariz, e a observação da quarentena até ao isolamento.”

O MISAU apela, igualmente, a todas as pessoas elegíveis para aderirem ao processo de vacinação contra a COVID-19.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.