O ministro angolano das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS), Mário de Oliveira, considerou a imprensa estrangeira uma parceira importante para o crescimento socioeconómico do país, mediante a divulgação da realidade angolana e formas de contribuição para a diplomacia económica.  

“Com a divulgação de informação credível, séria e responsável da realidade de Angola, podemos, a partir dos seus países, angariar investidores que venham contribuir para a diversificação e desenvolvimento da nossa economia”, afirmou o ministro.

Mário de Oliveira falava esta sexta-feira, em Luanda, num encontro com correspondentes acreditados em Angola, realizado no Centro de Imprensa Anibal de Melo, com a finalidade de fortalecer os laços entre o Governo angolano e a imprensa estrangeira.

Sublinhou que  a imprensa pode ajudar o país a alcançar maior visibilidade no estrangeiro.

“Estamos a criar essa aproximação para que, de facto, possam ser um contributo para o desenvolvimento da nossa economia”, disse o ministro que preconiza a criação de uma equipa de trabalho, de formas a atingir os propósitos.

Sobre a liberdade de imprensa no país, o ministro  apontou como pilar fundamental o cumprimento das leis, regras e respeito para com as instituições.

“O país tem a liberdade fruto da democracia. Temos um conjunto de órgãos privados e, hoje em dia, a comunicação não se limita apenas pelos meios tradicionais”, acrescentou.

Mário de Oliveira lembrou que o mercado é inundado com um número elevado de sites, que muitas vezes contribuem para aquilo que é a realidade do país e outras vezes não.

O Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, através do Centro de Imprensa Aníbal de Melo, controla 16 órgãos estrangeiros, nomeadamente a RTP, Lusa, Bloomberg, Prense Latina, AFP, AGI, EFE, Euronews, Thomson Reuters, Agência Xinhwa, VOA, DW, RFI, Cnn- Portugal, RDP e a kwuakos Tv. (RM-Angop)

Fonte:Rádio Moçambique Online

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *