A Lusitania Investment Capital LLC, uma empresa com sede nos Estados Unidos da América, está a negociar com a produtora de açúcar Tongaat Hulett, listada na Bolsa de Valores de Joanesburgo, desde Janeiro deste ano, sobre uma possível aquisição das operações deste grupo em Moçambique.

 

Segundo fontes de “Carta”, a Lusitania Investment Capital ofereceu à Tongaat Hulett até R3,5 Bilhões de Rands (o equivalente a 220 milhões de dólares americanos) para a transação de acções integrais das operações de açúcar do grupo em Moçambique. Este montante inclui as participações totais da Tongaat Hulett nas operações agrícolas e industriais em Xinavane e Mafambisse, conforme apurou “Carta”.

 

Com uma pilha de dívida acumulada de 6,8 bilhões de randes, a recapitalização planeiada com uma injeccao de 5 bilhões de randes, via emissão de direitos, para reduzir a dívida, sofreu um grande golpe por depois de uma decisão do Takeover Regulation Panel (TRP), da África do Sul, que retirou uma isenção anteriormente concedida à empresa da obrigação de fazer uma oferta obrigatória aos seus accionistas.

 

Recentemente, a Tongaat Hulett adiou a divulgação dos seus resultados anuais para o exercício encerrado em Março de 2022 para uma data desconhecida. A venda dos activos de Moçambique pode ser a solução para a liquidação de quase metade da dívida do grupo.

 

“Carta” está a tentar obter uma reacção da Tongaat sobre esta investida da Lusitania. Nos corredores, um director da Tongaat é citado como tendo afirmado que “os credores continuam apoiando a Tongaat Hulett, e a empresa está actualmente envolvendo-se com eles à busca liquidez, o que permitirá mais tempo para avançar com uma solução abrangente de reestruturação”.

 

Contactada para comentar, a Lusitania respondeu, por e-mail, que “a empresa está envolvida em várias operações em todo o continente africano com o objectivo de desenvolver operações de crescimento sustentável de alimentos, agronegócios e agroindústria que lidam com a segurança alimentar” e é nesse contexto que pretende investir em Moçambique. (Carta) 

Fonte: Carta de Moçambique

Leave a Reply

Your email address will not be published.