O ÚNICO livro de poesias do falecido poeta Kalungano, conforme era conhecido Marcelino dos Santos, foi reeditado pela Associação dos Escritores Moçambicanos (AEMO) e prevê-se que seja lançado nos próximos dias.

A primeira edição da obra também foi chancelada por esta agremiação de que Kalungano foi membro-fundador e foi publicada em 1987.

Não se sabe ainda a data em que a nova versão do “Canto do Amor Natural” virá oficialmente a público, uma vez que a AEMO se encontra em quarentena, medida que visa evitar o alastramento da Covid-19 na instituição, depois de o escritor Aurélio Furdela ter testado positivo à doença.

Neste sentido, a obra de Marcelino dos Santos, que sai por ocasião do primeiro aniversário da sua morte, 11 de Fevereiro de 2020, será lançada quando a situação estiver controlada.  

Dos Santos nasceu na província de Nampula a 20 de Maio de 1929. Foi membro-fundador da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO), onde chegou a vice-presidente.

Também desempenhou a função de ministro da Planificação e Desenvolvimento e foi presidente da “Assembleia Popular” até 1994.

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published.