O FC Porto empatou 1 a 1 neste sábado diante do Marítimo, o quinto nos últimos sete jogos, e pode ter deixado o Benfica, que neste domingo joga em Vila do Conde, com o caminho aberto para chegar ao tetra.

Os “Dragões” não ganham nos Barreiros desde Abril de 2012, começaram ao ataque mas demonstrando ansiedade e até consentiu um ataque aos madeirenses que acabou com Keita caído na área após contacto de Felipe – o lance deixou dúvidas, Jorge Sousa mandou seguir.

André André respondeu com um remate sobre a trave após um bom lance do jovem lateral direito – que até esteve perto de marcar já em cima do intervalo (Charles ganhou o mano a mano), numa altura em que a sua equipa já se tinha adiantado no marcador: aos 28 minutos, um cruzamento de Herrera foi interceptado por Zainadine, com a bola a sobrar para Otávio que não se fez rogado. O remate do brasileiro, cruzado e rasteiro, passou por baixo das pernas do moçambicano e foi entrar junto ao segundo poste.

Mesmo em vantagem, o FC Porto procurou o segundo mas sempre de uma forma nervosa. Já se sabe que quem não marca arrisca-se a sofrer e foi isso que aconteceu: aos 69″, Djoussé, acabado de entrar, elevou-se bem e cabeceou para o fundo da baliza de Casillas ou não fosse o Marítimo a equipa que mais vezes marca na sequência de cantos (11º golo esta época).

Desporto

Leave a Reply

Your email address will not be published.