A Cidade de Maputo vai, uma vez mais, receber uma edição do Festival Poetas d’Alma. Durante o lançamento, nesta quarta-feira, a organização disse que, acima de tudo, o propósito do evento é facilitar o trânsito internacional dos poetas.

“Um grande destaque desta edição é uma amostra do cinema curta-metragem, que acontece pela primeira vez. Entretanto, temos feiras de livros, discos, com vista a facilitar o trânsito internacional dos poetas. Importa ainda frisar que, sendo este um festival internacional de poesia, já foi classificado como o maior que acontece no solo africano”, disse Féling Capela.

Nesta terceira edição, o Museu da Mafalala foi escolhido para ser o palco onde os poetas irão expressar-se. O director do Museu da Mafalala, Ivan Laranjeira, manifestou a sua satisfação por receber mais uma edição do Festival Poetas d’Alma.

“É um momento ímpar voltar a este convívio de maneira tão poética, e nós estamos muito satisfeitos por fazer parte desta festa e poder, também, novamente celebrar este legado literário que a Mafalala tem – Casa dos Poetas de Moçambique”, expressou.

João Innecco, poeta brasileiro e curador do Festival de Poesia de Lisboa, traz consigo dois livros, sendo um da colectânea de actores que participaram na última edição do seu evento em Portugal.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.