Joaquim Chissano explica Transição para o Multipartidarismo em Moçambique

O antigo Presidente da República, Joaquim Alberto Chissano, junta-se, esta quinta-feira, 1 de Outubro, aos debates sobre os 30 anos da Democracia Multipartidária em Moçambique.

 

Chissano vai explicar as razões que estiveram por detrás da transição do mono para o multipartidarismo em Moçambique e todas as dinâmicas internas do Partido Frelimo, durante o processo.

O encontro tem como objectivo reflectir sobre o processo político de transição do monopartidarismo para o multipartidarismo, tendo em conta as experiências dos debates ao nível do partido único, a razão por detrás da mudança para o multipartidarismo e compreender a correlação de forças internas que impulsionaram ou resistiram as transformações ideológicas, políticas e económicas, introduzidas com a Constituição de 1990.

O ciclo debates no âmbito da celebração dos 30 anos da Democracia Multipartidária em Moçambique é organizado pelo Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos (MJACR) e Instituto para Democracia Multipartidária (IMD) sob o lema “Celebrando a Constituição Multipartidária e Construindo uma Democracia Inclusiva”.

A Mesa Redonda vai juntar representantes de partidos políticos, sociedade civil, académicos entre outros convidados, respeitando as medidas de prevenção da COVID-19. (RM)

Fonte:Rádio Moçambique Online

Leave a Reply

Your email address will not be published.