O internacional moçambicano Jeremias Manjate foi apresentado, terça-feira, como novo reforço da equipa sénior masculino de basquetebol do Vitória de Guimarães, em Portugal.

O poste, de 22 anos, deixa, desta forma, o Sporting dois meses depois de se ter sagrado campeão nacional pelo clube após vitória sobre o FC Porto (86-85) no jogo 5 da final do “play-off”. Os “leões” voltavam a erguer o troféu na Proliga 39 anos depois.

Jeremias Manjate fez, na última temporada, 36 jogos dos quais 18 na Liga Placard, 12 na Proliga, 4 na Taça de Portugal e 2 na Taça da Liga.

Para além do campeonato, Manjate conquistou a Taça de Portugal, em Abril, numa final em que o Sporting bateu o Imortal (83-59) em Matosinhos.

Jeremias Manjate chegou a Portugal em 2015 para jogar no NB Queluz, vindo do histórico Maxaquene após passagem pela Bela Rosa. Mais tarde, representou o Belenenses antes de chegar ao Sporting na temporada 2019/2020. Apesar de ter integrado o plantel dos ‘leões’ nos últimos dois anos, o moçambicano, que actua como poste, foi cedido por duas vezes à Academia do Lumiar, da Proliga.

Jeremias Manjate estreou-se pela selecção principal de basquetebol em Novembro de 2020 na janela de qualificação para o “Afrobasket” 2021, havida em Ruanda. Depois, em Fevereiro último, voltou a ser chamado para representar Moçambique na derradeira fase de apuramento para o “Afrobasket” em Yaoundé, Camarões.

Nestas fases, o poste moçambicano teve uma média de 4,8 pontos, 5.4 ressaltos e 0.4 assistências num total de cinco jogos.

O poste acumulou 77 minutos (15.4 por jogo) com 9/30 nos lançamentos de campo ( 0 em 3 nos tiros exteriores (0 % de aproveitamento), 6 em 8 nos lances livres (média de 75%), 27 ressaltos dos quais 11 ofensivos e 16 defensivos, duas assistências e 24 pontos.

A melhor pontuação foi diante de Angola com 8, numa partida em que contabilizou 23 minutos quadra. Terminou, lembre-se, com 3 em 10 nos lançamentos de campo (30% de aproveitamento),

2 Em 4 na linha de lances livres (50%), 7 ressaltos (dois ofensivos e cinco defensivos) e duas perdas de bola.

Manjate não foi utilizado na última partida diante do Quénia por decisão do seleccionador nacional de basquetebol sénior masculino, Miguel Guambe.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.