O músico Jaime Guambe foi empossado pela Ministra da Cultura e Turismo, sexta-feira, como novo Director da Escola Nacional de Música (ENM). O acto da posse aconteceu na sede da ENM, Cidade de Maputo, tendo coincidido com Dia Mundial da Música.

Segundo a nota de imprensa do Ministério da Cultura e Turismo, após o empossamento, Eldevina Materula apelou ao novo Director para que abrace a causa e valorize a posição que lhe foi confiada para a revitalização da Escola Nacional de Música. “A escola é feita de todos, por alunos, professores, corpo administrativo e direcção. Vamos trabalhar em conjunto para levar a escola de música a bom porto. O Ministério está aberto para colaborar e apoiar para o crescimento do ensino musical em Moçambique”.

Assim, o novo Director, Jaime Guambe, falou de alguns desafios, como: “Tornar a ENM verdadeiramente nacional. Isto significa  que, a médio e longo prazo a escola deve estar implatada a nível nacional; preencher o vazio no curso de música, onde,  actualmente, o estudante da ENM não tem certificado que lhe permite, por exemplo, ingressar no ensino superior pelo facto do país ter introduzido o ensino superior sem ter ensino médio na área de música”, lê-se na nota de imprensa do Ministério da Cultura e Turismo.

O Director interino, por sua vez, Luís Filipe, mostrou total abertura e disse estar pronto para em conjunto com a Direcção pôr em prática os projectos e os desafios que a escola tem. Luís Filipe exerceu a função como interino, devido à doença da Directora da Escola, Isabel Mabote, que faleceu recentemente.

Durante a cerimónia, foi homenageada Isabel Mabote. “Foi um momento preenchido de muita emoção, em que a Ministra da Cultura e Turismo não conteve as lágrimas, a par de outros professores e funcionários da Escola Nacional de Música”, avança a nota de imprensa

Além de músico, Jaime Guambe é instrumentista, integrante da banda K10, Jurista, formado pelo ISPU, actual Universidade Politécnica, Mestre em Propriedade Intelectual pela África University Zimbabwe, Agente Oficial da Propriedade Industrial e foi Secretário-Geral da SOMAS no mandato 2010 a 2014. Até a sua nomeação exercia as funções de Chefe de Departamento de Coordenação e Desenvolvimento das Actividades Culturais na Direcção Nacional das Indústrias Culturais e Criativas.

 

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.