MAPUTO- “Estamos em 2017 e após uma decisão final de investimento deve haver um período de quatro a cinco anos para implementação desses projectos. Então estaremos a falar, muito possivelmente, (de iniciar exportação) entre finais de 2022 e 2023”,disse citado pela agência Lusa.

Carlos Zacarias falava em reacção a uma nota da consultora BMI Research enviada a investidores e divulgada pela Lusa na segunda-feira.

De acordo com a agência Lusa, a consultora prevê que a exportação de gás natural de Moçambique seja adiada dois anos, para 2022, em relação à previsão inicial.

A BMI Research justifica a análise com os atrasos nas Decisões Finais de Investimento (DFI) por parte das grandes petrolíferas internacionais e que são geralmente atribuídos à complexidade técnica e à falta de infraestruturas de apoio.

Na semana passada, o Banco Mundial acrescentou outro factor a esta lista: a actuação dos governos e o caso das dívidas escondidas do Estado moçambicano prejudicou a economia e fez retrair os investidores e as multinacionais.

Carlos Zacarias referiu que tudo está a ser feito para corrigir a trajectória. [FM]

http://www.folhademaputo.co.mz//pt/noticias/nacional/inicio-da-exportacao-de-gas-natural-do-rovuma-previsto-para-2022-a-2023/

Leave a Reply

Your email address will not be published.