A ASSOCIAÇÃO Internacional de Transporte Aéreo (IATA) vai avaliar a conformidade dos requisitos de segurança operacional da Linhas Aéreas de Moçambique (LAM).

“Estão cá cinco auditores mandatados pela IATApara fazer uma auditoria.Tendo já sido inspeccionados os simuladores e, neste momento, estão a entrevistar-nos um a um para determinarem em que ponto é que estamos”, disse JoãoPó Jorge, director-geral da LAMà jornalistas em Maputo. Segundo elea auditorialevada a cabo visa avaliar a conformidade de mais de 1.200 requisitos do Certificado de Segurança Operacional (IOSA).

“No ano passado, a empresa acolheu um total de sete auditorias rigorosastendo obtido bons resultados em todas, algumas das quais são de companhias do sector de petróleo e gás, extremamente rigorosas em termos de qualidade, indicou.

O director-geral da LAMafirmou ainda que aavaliação actualmente em curso  deverá resultar na validação de oito secções de segurança, entre os quais operações de voo, controlo operacional e despacho de voo, engenharia e manutenção de aeronaves, operações de cabina, operações de carga e gestão de segurança.

“A auditoria deverá avaliar a conformidade para a sua renovação, que é feita a cada dois anos.A LAM já obteve o certificado IOSA sete vezes consecutivas, tendo sido a primeira em 2007”, afirmou.

 

Legenda; O director-geral da LAM, JoãoPó Jorgeconsidera que a empresatem  obtido bons resultados em todasas auditorias a que é submetida pela IATA

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published.