O SECRETÁRIO-GERAL das Nações Unidas, António Guterres, poderá visitar Moçambique ainda este ano, na sequência de um convite que lhe foi formulado pelo Presidente da República, Filipe Nyusi.

O convite vem expresso numa mensagem entregue ontem (sábado) em Nova Iorque, Estados UNidos, pelo Primeiro-Ministro, Adriano Maleiane, no que foi o seu último acto público no contexto da sua participação na 77.ª sessão da Assembleia-Geral das Nações Unidas.

O Governo quer que António Guteres visite Moçambique para testemunhar o fim da primeira  fase do Processo de Desmobilização, Desarmamento e Reintegração (DDR), no quadro do programa de reconciliação nacional.

Maleiane afirmou que o Governo reconhece o papel das Nações Unidas e em particular do seu enviado, Mirco Manzone, no processo de reconciliação nacional.

No quadro da consolidação da paz e reconciliação nacional, Moçambique tem registado progressos assinaláveis no concernente ao DDR.

Até ao momento, foram abrangidos por este processo, 4.002 antigos guerrilheiros da Renamo, de um total de 5.221, prevendo-se, até ao final do presente ano, a conclusão do processo, o que constituirá um marco importante na implementação do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional assinado a 6 de Agosto de 2019.

Entretanto, o Primeiro-Ministro deixou ontem Nova Iorque de regresso ao país, depois de ter participado no debate de alto nível da Assembleia-Geral das Nações Unidas.

Leia mais…

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published.