A província de Inhambane, sul do país, produziu cerca de dois milhões de toneladas de produtos alimentares diversos na última campanha agrícola, 2020/2021. Mesmo sem dados comparativos à campanha anterior, a Secretária de Estado da província, Ludmila Magune, garantiu haver stock para alimentar a 1.4 milhão de pessoas, que constituem a população da província, até à safra agrícola 2021/22 que se aproxima.

 

“Cerca de dois milhões de produtos diversos foram alcançados na campanha agrícola 2020/2021, o que nos permite afirmar que o pilar da disponibilidade de alimentos está garantido até ao início da campanha agrária 2021/2022”, afirmou Magune.

 

A Secretária de Estado falava num evento dirigido há dias pelo Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Celso Correia, no distrito de Panda, sudoeste de Inhambane, no âmbito da preparação da próxima safra agrícola do Sustenta.

 

Fazendo o balanço da produção distrital, a Administradora de Panda, Mércia Cossa, relatou que na última campanha estiveram envolvidos na produção agrária oito mil produtores do sector familiar e seis do sector privado. Com esses produtores, “o distrito registou uma produção de 63.6 mil toneladas de culturas alimentares das 64.9 mil toneladas previstas, o que representa uma realização de 98% de execução”, relatou Cossa.

 

Com a preparação da próxima campanha agrária, que consiste na formação de recursos humanos, contratação de novos extensionistas, bem como a disponibilização de equipamentos de produção, a Administradora de Panda disse esperar que na safra 2021/2022 a produção aumente para 70 mil toneladas de produtos agrícolas, numa área de 22 mil hectares, envolvendo 8.035 famílias e sete produtores do sector privado.

 

“Não obstante as referências positivas na produção agrária, ainda temos alguns desafios como a instalação do sistema de rega, instalação de unidade de processamento de excedentes agrícolas, com destaque para castanha de caju, aumento da cobertura de assistência técnica aos produtores, melhoria das vias de acesso para permitir o escoamento dos produtos agrícolas”, ressalvou a Administradora de Panda. O distrito tem como produtos agro-pecuários de bandeira, o gado bovino e a castanha de caju. (Evaristo Chilingue)

Fonte: Carta de Moçambique

Leave a Reply

Your email address will not be published.