Um total de 700 magistrados judiciais e do Ministério Público vão beneficiar de formação sobre justiça eleitoral, no contexto da preparação das eleições autárquicas de Outubro, anunciou o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 

O objectivo é que juízes e magistrados estejam a par das ferramentas e mecanismos legais para resolução de litígios eleitorais, frequentes em todas as votações em Moçambique.

Espera-se que o resultado seja “a eliminação dos casos de violência eleitoral e uma ampla aceitação dos resultados dos escrutínios”, destaca o PNUD, em comunicado. 

O lançamento da formação foi assinalado na segunda-feira em conjunto com o Tribunal Supremo, durante um evento na Ponta do Ouro, a Sul de Maputo.

A capacitação faz parte do Projecto do PNUD de Apoio ao Fortalecimento da Democracia e aos Processos Eleitorais em Moçambique, para o ciclo eleitoral 2022-2025, uma vez que, além das autárquicas deste ano, o país terá eleições gerais em 2024.

A formação é apoiada pela embaixada da Noruega e pelo Alto Comissariado do Canadá em Moçambique.

Leia mais…

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *