O SECTOR privado reforçou a sua representação na exploração de recursos florestais no país através da criação da Federação Moçambicana de Madeireiros  (FEDEMOMA). Trata-se de uma nova agremiação que reúne 16 associações, compostas por 600 empresas, incluindo 100 concessionários florestais e 180 produtores de carvão vegetal. O lançamento da organização teve lugar na terça-feira, em Maputo, no seminário de encerramento do projecto “Melhorando a governação florestal através do fortalecimento da representação do sector privado em Moçambique”, levado a cabo pela Associação Moçambicana de Madeireiros (AMOMA), em parceria com a organização não-governamental Bosques & Comunidad. Leia mais

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published.